Existe uma divisão na igreja universal em Angola, onde os pastores Angolanos reclamam que estão a ser discriminados pelos seus colegas brasileiros.

Em Julho de 2020, vários pastores Angolanos invadiram cerca de 220 templos da Igreja Universal, incluíndo os templos do Patriota e do Morro Bento, alegando que a partir de agora a Igreja Universal é propriedade dos pastores Angolanos.

Segundo os pastores angolanos, a maioria dos pastores está a favor desta medida, são mais de 350 pastores.

Os Bipos e Pastores locais decidiram romper as relações com a direcção da Igreja Universal.

Segundo Edir Macedo, os responsáveis estão identificados e serão levados à justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA:

Please enter your comment!
Please enter your name here